A frente da farmácia hospitalar do hospital que atuava. Tive COVID-19 aos 7 meses de gravidez. Foi a pior sensação de impotência da minha vida, em um momento em que tive que me isolar de toda minha família, inclusive da minha filha de 7 anos.

Foram longos 15 dias fazendo uso de medicamento e repouso absoluto. A melhor parte foi a emoção de poder rever meus pais e minha filha após o confinamento.

Hoje, após 1 ano de ter vencido a COVID-19, continuo a prestar serviços na linha de frente.

Na esperança de que sempre virão dias melhores.

Dra. Renata Larisa Rodrigues Pereira
CRF-MA 2664
Rolar para cima