A automedicação ou o consumo sem orientação farmacêutica é um problema de saúde pública preocupante, pois são recorrentes casos de intoxicação por uso indevido de medicamentos. Em todo o Brasil são registradas duas intoxicações por hora pelo mesmo motivo, segundo o Sistema Nacional de Informações Tóxico-Farmacológicas da Fundação Oswaldo Cruz (Sinitox – Fiocruz).

Para alertar sobre os cuidados que devem ser observados no uso de medicamentos, o Conselho Regional de Farmácia do Maranhão (CRF-MA) realiza nos dias 7 e 8 de maio, o I Congresso Maranhense de Farmácia Clínica, Comunitária e Hospitalar. O evento tem caráter técnico-científico, 100% on-line e com inscrições gratuitas, destinado a acadêmicos e profissionais de farmácia e demais profissionais que possuem interesse no tema.

Nesta primeira edição, o evento agrega à Campanha Nacional de Incentivo ao Uso Racional de Medicamentos, realizada em todo o País no dia 5 de maio, tendo como tema “O papel do farmacêutico no uso racional de medicamentos”. As inscrições podem ser feitas no site www.eventos.crfma.org.br

“O Congresso será uma imersão com muito conteúdo e abordagens relevantes e atuais na área de Farmácia Clínica, Comunitária e Hospitalar. O evento tem como objetivo disseminar o conhecimento sobre essas áreas para o maior número de pessoas possível e, pelo seu caráter on-line, pretende alcançar os municípios do Maranhão, bem como os profissionais e acadêmicos que enfrentam dificuldades para estar em eventos presencialmente”, pontua a presidente do Conselho Regional de Farmácia do Maranhão, Dra. Gizelli Coutinho.

Campanha nacional de uso racional de medicamentos
O dia 5 de maio é lembrado por ser o Dia Nacional do Uso Racional de Medicamentos. A data foi criada em 1998 pelo Conselho Nacional de Entidades Estudantis de Farmácia, sendo hoje uma importante campanha para diversas áreas da saúde.

A campanha vem para alertar a população quanto aos riscos à saúde causados pela automedicação. O objetivo é ressaltar o papel do uso indiscriminado de medicamentos e a automedicação como principais responsáveis pelos altos índices de intoxicação por remédios.

“A automedicação traz riscos à saúde, pois a ingestão de substâncias de forma inadequada pode causar reações como dependência, intoxicação e até a morte. Assim, a campanha é de suma importância para a sociedade e para os profissionais de saúde que atuam de prescrição ou dispensação de medicamento, caso do Farmacêutico, o profissional de saúde mais acessível à população e especializado em medicamentos”, completa a presidente do CRF-MA, Dra. Gizelli Coutinho.

O que significa “fazer o uso racional de medicamentos”?
Em um conceito simples, o uso racional significa dizer que: o medicamento foi prescrito para o paciente por um profissional de saúde habilitado para essa função; que o medicamento deve ser usado de maneira correta, conforme indicado na prescrição; nos horários corretos, na quantidade receitada e no período de tempo recomendado. Qualquer uso, além disso, pode colocar a saúde do paciente em risco.

“A automedicação, ou o uso de medicamentos indicados por parentes, amigos ou vizinhos, pode representar sérios riscos à saúde originados pelo uso do medicamento incorreto e causar intoxicação, mascaramento ou agravamento dos sintomas ou mesmo alguma reação adversa. Nem sempre um medicamento indicado para uma pessoa serve para outra, depende muito do histórico de saúde de cada uma, de questões alérgicas, idade e outros fatores. A dica é evitar sempre a automedicação”, destaca a presidente do Conselho Regional de Farmácia do Maranhão, Dra. Gizelli Coutinho.

O Conselho Regional de Farmácia do Maranhão recomenda a população a seguir as seguintes orientações:

•Evitar o consumo de medicamento sem orientação de um profissional de saúde;
•Se o paciente tem qualquer dúvida sobre uso de medicamentos ou sobre a prescrição ele pode e deve procurar um farmacêutico;
•Não abra as cápsulas, não amasse os comprimidos e não dilua o conteúdo em água ou outro líquido sem a orientação do médico, dentista ou do farmacêutico;
•Para a sua segurança compre medicamento somente em farmácias;
•Não tome medicamento vencido, sua saúde depende desse cuidado;
•Utilize antibióticos apenas com receita médica, devidamente prescrito e com orientação do farmacêutico.

Rolar para cima