Terça, 03 Junho 2014 12:17

Fórum reuniu centenas de farmacêuticos em São Luís

Escrito por

Marcado por uma ampla discussão sobre a profissão farmacêutica foi realizado nos dias 09 e 10 de maio, o “Fórum Maranhense de Luta pela Valorização da Profissão Farmacêutica”. O evento foi assistido por cerca de 500 pessoas entre profissionais, acadêmicos e demais profissionais da saúde, no Auditório Desembargador Sarney Costa, em São Luís.

A abertura oficial do Fórum contou com a presença de representantes de entidades da farmácia brasileira, como a presidente do Conselho Regional de Farmácia do Estado do Maranhão, Dra Maria José Luna e toda a Diretoria; do conselheiro federal de Farmácia pelo Maranhão, Dr. Luís Fernando Bacelar;do presidente do Sindicato dos Farmacêuticos do Maranhão, Dr. Carlos Toledo, do presidente do Conselho Federal de Farmácia,Dr. Walter Jorge da Silva João; do presidente do Conselho Regional de Farmácia do Piauí, Dr.Ítalo Rodrigues, além de autoridades maranhenses, como a secretária municipal de Saúde, Dra. Helena Duailibe, no ato representando do prefeito Edivaldo Holanda Júnior, o gerente do PROCON, Kléber Moreira Trinta, e o vereador Ricardo Diniz.

Para a Dra Maria José Luna, o Fórum superou as expectativas. “Provocamos nesses dois dias uma ampla discussão sobre os interesses da profissão farmacêutica. Formamos uma aliança com as entidades, onde todas caminharão em uma única direção, que é a valorização do profissional como prestador de serviços de saúde atingível à todas as camadas sociais”, disse. O presidente do CFF, Dr. Walter Jorge falou da dedicação do Conselho maranhense em mobilizar toda a categoria para a realização do fórum e destacou o trabalho desenvolvido pela presidente à frente da entidade. “É salutar o brilhante trabalho desenvolvido pela Dra Maria José Luna à frente do regional e da saúde pública deste estado. Fico muitíssimo honrado em estar participando do fórum com entidades unidas lutando pelo mesmo objetivo: a valorização dos profissionais farmacêuticos, tão essenciais no dia a dia da sociedade”, observou.

Debates – O Fórum proporcionou ainda a interação do público com os palestrantes durante a exposição de temas sobre a atuação do profissional farmacêutico, atribuições clínicas e prescrição farmacêutica, semiologia, e a apresentação de experiências exitosas nas áreas de análises clínicas, distribuição de medicamentos, farmácia comunitária, e agenda sindical para a valorização da profissão. O evento contou com uma participação massiva de acadêmicos de farmácia de várias instituições de ensino do Maranhão. “Este momento para os acadêmicos foi de extrema importância, pois apesar de estamos ainda em processo de graduação, estamos nos engajando em uma luta para que a profissão que escolhemos seja de fato valorizada, que a população tenha acesso aos nossos serviços. Estou muito feliz em ter participado dessa discussão por uma causa tão justa”, frisou Sérgio Henrique Campos, acadêmico do 7º período de Farmácia, do Instituto Florence de Ensino Superior.

O Fórum de Luta Pela Valorização da Profissão Farmacêutica acontece em todos os estados brasileiros e tem como objetivo mobilizar os agentes do setor (conselhos, federações, associações, sindicatos e profissionais) junto aos representantes políticos de cada estado na Câmara dos Deputados, para que seja aprovado o Projeto de Lei 4385/1994, nos termos da proposta de subemenda aglutinativa global elaborada pelos Coordenadores do Fórum Nacional de Luta Pela Valorização da Profissão Farmacêutica.

A Diretoria do Conselho Regional de Farmácia do Estado do Maranhão (CRF-MA) esteve em Brasília nos dias 13 d 14 de maio, para acompanhar na Câmara dos Deputados, a votação do substitutivo do Deputado Ivan Valente, ao PL nº 4385/1994, da ex-senadora Marluce Pinto que, mais uma vez, não entrou na pauta da sessão.

O substitutivo define a farmácia como estabelecimento de saúde e torna obrigatória a presença permanente do farmacêutico nas farmácias e drogarias, como responsável técnico, durante todo o horário de funcionamento.

A mobilização de farmacêuticos em todo o país que integram o Fórum Nacional de Luta pela Valorização da Profissão Farmacêutica, acontece no sentido de defender a essência do substitutivo, mas propondo ainda, que ele seja atualizado por meio de uma subemenda aglutinativa.

Para a presidente do CRF-MA, Drª Maria José Luna, “o momento representa a força da farmácia brasileira nesta luta incessante pelo bem comum da profissão e da saúde pública”.

Fórum – Recentemente o Conselho Regional de Farmácia do Estado do Maranhão em parceria com o Conselho Federal de Farmácia (CFF), Sindicato dos Farmacêuticos (SINFARMA), associações e federações realizou o Fórum Maranhense de Luta pela Valorização da Profissão Farmacêutica. O evento abordou, através de palestras e debates, a importância do farmacêutico na prestação de serviços à sociedade, e as farmácias como estabelecimentos de saúde.

A presidente do Conselho Regional de Farmácia do Estado do Maranhão, Drª Maria José Luna participou nesta quinta-feira (22), da solenidade de abertura do “I Fórum Maranhense de Qualificação da Assistência Farmacêutica”, uma iniciativa do Conselho de Secretários de Saúde do Estado do Maranhão – COSEMS em parceria com o Ministério da Saúde, Secretarias Municipais e Estadual de Saúde e Conselho Regional de Farmácia do Maranhão.

O evento reuniu gestores e coordenadores das Assistências Farmacêuticas Municipais, com o intuito de trazer informações sobre a organização e estratégias de qualificação da Assistência Farmacêutica no nível federal e estadual. E ainda, apoiar os municípios a implantar/implementar o HÓRUS, bem como, para os municípios elegíveis no Programa QUALIFAR-SUS Eixo Estrutura qual a perspectiva para a nova seleção 2014.

Programa – Para melhorar a qualidade do acesso ao medicamento no Brasil, o Ministério da Saúde criou o Programa de Qualificação da Assistência Farmacêutica (QUALIFAR-SUS), para contribuir com o processo de aprimoramento, implementação e integração das atividades da Assistência Farmacêutica no país fortalecendo a rede de atenção à saúde. Uma iniciativa para a valorização, qualificação, engrandecimento e respeito da profissão farmacêutica no Brasil e em especial, no estado do Maranhão.

Será realizado de 1º a 04 de junho, o 41º Congresso Brasileiro de Análises Clínicas, 14º Congresso Brasileiro de Citologia Clínica, 2º Núcleo de Gestão e Qualidade Laboratorial e 1º Encontro de Ciência Forense, no Centro de Eventos FIERGS, em Porto Alegre – RS.

O congresso é uma realização da Sociedade Brasileira de Análises Clínicas – SBAC e Sociedade Brasileira de Citologia Clínica – SBCC,sendo uma oportunidade ímpar para atualização profissional, intercâmbio de experiências, além de propiciar um contato direto com entidades e conselhos de classe.

A presidente do Conselho Regional de Farmácia do Estado do Maranhão, Drª Maria José Luna, participará da programação científica, na Sessão Interativa de Citologia 2 – Casos ginecológicos e não ginecológicos.

A programação, meticulosamente planejada, contará com a presença dos mais conceituados palestrantes nacionais e internacionais, visando oferecer o que há de mais atualizado em tecnologia, conhecimento e inovações laboratoriais.

Mais informações podem se obtidas no site do evento (cbac.org.br).

Terça, 03 Junho 2014 11:40

Entidades esclarecem Matriz Mínima do MERCOSUL

Escrito por

São muitos os questionamentos sobre as Portarias nº 734 e nº 735, de 2 de maio de 2014, após aprovada pelo ministro da Saúde, Arthur Chioro. A medida determina que profissionais brasileiros de várias áreas da saúde emitam título e exerçam a profissão nos países que integram o MERCOSUL: Argentina, Paraguai e Uruguai, e vice- versa.

As entidades farmacêuticas, como o Conselho Regional de Farmácia e o Conselho Federal de Farmácia defendem o preenchimento da Matriz Mínima que, embora obrigatório, não é suficiente para tornar legal o exercício profissional no Brasil, e ressaltam, que é imprescindível a revalidação do diploma obtido em faculdade estrangeira e o registro no respectivo Conselho Profissional.

Os órgãos atestam, ainda, que não existe nenhuma liberalização que faculte a livre circulação de profissionais nos países que compõem o MERCOSUL.

Sobre a Matriz Mínima do Mercosul

A Matriz Mínima de Registro de Profissionais de Saúde do MERCOSUL é um cadastro de preenchimento obrigatório que contém informações sobre os profissionais que exercem ou que pretendem exercer sua profissão no âmbito do MERCOSUL. A Matriz Mínima foi aprovada pelo Grupo Mercado Comum, por meio da Resolução nº 27/2004, e foi internalizada no Brasil pela Portaria GM nº 552/2005, do Ministério da Saúde. O seu preenchimento é o início do processo a que estarão submetidos os profissionais que desejarem emigrar.

Pagina 30 de 30

Eventos e Cursos

       1-simposio-de-farmacia-hospitalar

Sede CRFMA

Rua Faveiros, Quadra. B, número 7 - São Francisco São Luís - MA CEP:65076-140.

Fone:
(+55 98) 2107-3850/2107-3851
Fax:(+55 98) 2107-3852

Atendimento ao público:
Segunda à sexta das 9h às 17h.

Seccional Imperatriz

Avenida Dorgival Pinheiro de Sousa, n. 1163, sala 01 – Centro Imperatriz – MA CEP: 65903-279.

Fone/Fax:
(+55 99) 3221-8981 e 3221-8989

Atendimento ao público: 
Segunda à sexta 8h às 12h e das 14h às 18h.

Seccional Balsas

Av. Catulo, n. 170 Equatorial Shopping Center, 2º Piso - Sala 17, Balsas-MA CEP: 65800-000.

Fone:
(+55 99) 3541 3891

Atendimento ao público: 
Segunda à sexta das 14h às 18h.

Twitter Twitter

 

Facebook Facebook

 

RSS RSS

 

YouTube YouTube