Notícias CRF (461)

Quinta, 17 Julho 2014 01:23

Conquista Farmacêutica: Senado aprova o SCD nº41/93

Escrito por

A importância dos farmacêuticos para a saúde da população brasileira foi reconhecida pelo plenário do Senado. Por unanimidade, foi aprovado hoje (16.07), em Brasília, o Substitutivo da Câmara dos Deputados - SCD nº 41/93 que classifica a farmácia como unidade de assistência farmacêutica, assistência à saúde e orientação sanitária individual e coletiva. A votação é histórica para a categoria pois, o Projeto de Lei nº 4.385/94, da ex-senadora Marluce Pinto, que deu origem ao SCD, esteve em tramitação por quase 20 anos, 17 dos quais, na Câmara dos Deputados.

 

PROCESSO – O SCD nº 41/93 foi aprovado pela Comissão de Assuntos Sociais (CAS), ainda na manhã de hoje, de onde saiu para votação, em caráter de urgência, para apreciação do Plenário.

 

A senadora e farmacêutica Vanessa Grazziontin (PCdoB/AM) foi a relatora do SCD, na CAS, e destacou a importância da matéria para segurança da população brasileira. “A farmácia não é sapataria ou loja de roupas que têm como seu maior objetivo o consumo. A farmácia é um estabelecimento de saúde, um local onde o farmacêutico tem que estar para prestar o melhor atendimento. A farmácia é o último elo da cadeia de produção do medicamento e um país que não tem uma política séria de produção de medicamentos não pode ser considerado um país independente”, comentou a senadora.

 

A aprovação na CAS foi unânime, mas outros senadores também manifestaram, verbalmente, o seu apoio:

 

“Esse é um dos projetos que nos enche os olhos pois, com a aprovação, vamos preencher uma lacuna e dar o direito ao cidadão brasileiro de ter orientação profissional quando chegar a uma farmácia em busca de um medicamento” - Cyro Miranda(PSDB/GO), na foto acima, com Vanessa Grazziotin.

 

“ A matéria é de grande relevância para a população e já deveria ser lei há muito tempo. A farmácia é um estabelecimento de saúde. Um tratamento exitoso passa por várias etapas, desde o diagnóstico correto até chegar à dispensação e orientação quanto ao uso do medicamento e, para tanto, a presença do farmacêutico nas farmácias é fundamental. A farmácia e o farmacêutico são essenciais na cadeia da assistência à saúde” - Paulo Davim (PV/RN).

 

“Do ponto de vista da saúde da população brasileira, não há como negar a relevância do projeto”, Ana Amélia (PP/RS), foto acima.

 

“A assistência farmacêutica é de extrema importância para o país e o projeto fortalece a assistência farmacêutica. A farmácia não é loja de conveniência. No Brasil, a farmácia tem que ser um estabelecimento de saúde. Com a aprovação, aqui no Senado, e futura sanção do poder executivo podemos sepultar de vez a empurroterapia, um dos grandes males que afetem a saúde brasileira” - Humberto Costa (PT/PE)

 

“Meu voto favorável ao PL é em função da segurança que ele pode trazer ao usuário de medicamentos” - Rodrigo Rollemberg(PSB/DF).

 

“Sou favorável, mas tenho um a preocupação quanto à efetiva aplicação dessa legislação. Pela importância que o tema tem para a saúde da população precisamos que essa lei seja aprovada, sancionada e devidamente cumprida”, - Cícero Lucena (PSDB/PB).

 

“ É unânime, nesta Comissão, a importância que este tema tem para a saúde e não posso esquecer de homenagear nossos colegas que tanto se dedicaram ao tema nesses quase 20 anos: Senadora Vanessa Grazziotin e os deputados Alice Portugal e Ivan Valente. Sou totalmente a favor da aprovação” - Paulo Paim(PT/RS).

 

“Após duas décadas, temos a oportunidade de votar um tema tão relevante para a saúde da população. É importante que o usuário de medicamento tenha a orientação do farmacêutico quanto chegar a uma farmácia” - Ana Rita (PT/ES).

 

“Na minha época de estudante tive a oportunidade de estar ao lado de estudantes de farmácia em diversas mobilizações e pude compartilhar um pouco da paixão pela profissão. Também pude acompanhar o empenho da deputada Alice Portugal em favor da categoria. Concordo com a relevância da matéria e também acredito que a farmácia faz parte do sistema de saúde no Brasil. Nossas lutas em defesa da saúde da população são longas, algumas com mais de 20 anos, mas prefiro encarar esse período como uma etapa da construção. Neste caso, venceu o interesse do povo” - Lídice da Mata (PSB/BA).

 

“Em razão do meu compromisso com a saúde da população brasileira, sou totalmente favorável” - Mozarildo Cavalcanti (PTB/RR).

 

“A farmácia como estabelecimento de saúde é fundamental para o Brasil. Eu, aos 73 anos, faço, pelo menos, 4 visitas por mês a uma farmácia e, em todas, procuro por informações que só o farmacêutico pode me dar. E mesmo pessoas com menos idade, precisam constantemente de orientação do farmacêutico quanto ao uso correto de medicamentos. A farmácia é parte do sistema de saúde, e o farmacêutico, o profissional que melhor pode prestar esses serviços, por isso sou favorável à aprovação da matéria” – Eduardo Suplicy (PT/SP).

 

Para o presidente do Conselho Federal de (CFF), Walter Jorge João, a luta continua, agora, pela sanção da Presidente Dilma Rousseff. “A nova legislação é, sim, um ganho para os farmacêuticos que serão mais valorizados e reconhecidos, mas o grande ganho será para a população brasileira que, em pouco tempo, perceberá a melhoria na qualidade dos serviços prestados nos estabelecimentos farmacêuticos”, comentou Walter Jorge João.

 

Desde que foi aprovado, na Câmara dos Deputados, no dia 02 de julho, o SCD se tornou motivo para a mobilização de todos que integram o Fórum Nacional e os Fóruns Estaduais de Luta pela Valorização da Profissão Farmacêutica. Sendo este um dos pontos da pauta de luta do Fórum.

 

“Unidos estamos, Unidos permaneceremos. Agora nossos olhares se voltam aos projetos de lei que dispõem sobre piso salarial nacional e jornada de trabalho de 30h, e com as bênçãos de Deus serão mais vitórias”, completou a presidente do CRF-MA, Dra. Maria José Luna.

 

Quarta, 16 Julho 2014 12:01

Câmara aprova PL das Farmácias ​ ​e Drogarias​

Escrito por

A luta da classe farmacêutica pela referência das farmácias como estabelecimentos de saúde chegou ao fim nesta quarta-feira, 02 de julho, com a aprovação na Câmara dos Deputados, do PL nº 4385/94, da ex-senadora Marluce Pinto.

 

Há 20 anos tramitando no Congresso Nacional o documento classifica a farmácia como unidade, destinada prestar assistência farmacêutica e assistência à saúde, orientação sanitária individual e coletiva, onde se processe a manipulação e /ou dispensação de medicamentos magistrais, oficinais, farmacopéicos ou industrializados, cosméticos, insumos farmacêuticos, produtos farmacêuticos e correlatos.

 

A redação é de autoria do deputado federal Ivan Valente e atualizado por meio de uma subemenda aglutinativa proposta no Fórum Nacional de Luta pela Valorização da Profissão Farmacêutica, que ao longo da tramitação se transformou em emenda de plenário. O PL rege também pela obrigatoriedade da presença permanente de farmacêuticos nestes estabelecimentos e em postos da indústria farmacêutica, como responsáveis técnicos. Agora o projeto de lei precisa ser novamente votado pelo Senado.

 

Farmacêuticos membros do Fórum de todos os estados brasileiros acompanharam a sessão e comemoraram mais uma conquista da profissão. Para a presidente do Conselho Regional de Farmácia do Estado do Maranhão, Maria José Luna, “o longo período em que o projeto esteve em processo de aprovação, serviu para unir ainda mais os profissionais que se empenharam nos últimos anos nessa luta justa de valorização e direitos”.

 

História – O acordo pela aprovação do PL foi fechado no dia 4 de junho, com a Abrafarma, a ABCFarma e o presidente da Câmara dos Deputados, o deputado federal Henrique Alves, em encontro no gabinete da presidência da Câmara. Participaram representantes dos farmacêuticos e de proprietários de farmácias, além dos deputados Ivan Valente (Psol-SP), Alice Portugal (PCdoB-BA) e Leonardo Quintão (PMDB-MG), entre outros parlamentares envolvidos nas negociações.

 

A construção do acordo foi coordenada pelo Fórum Nacional de Luta pela Valorização da Profissão Farmacêutica – CFF, Fenafar, Feifar, Abef e Enefar –, tendo contado, também, com a participação de conselheiros federais e lideranças da Farmácia nos estados. A votação ocorreria no dia 10 de junho, mas acabou sendo mais uma vez adiada porque a pauta foi trancada por partidos de oposição.

 

O Projeto de Lei nº 4385/94 está em tramitação há 20 anos e, embora tivesse passado por mudanças, ainda continha pontos discrepantes em relação à realidade atual da saúde. Criado em fevereiro com o objetivo de unificar a luta das entidades representativas da Farmácia, o Fórum Nacional de Luta pela Valorização da Profissão Farmacêutica estabeleceu, como prioridade, o estudo aprofundado do projeto. Ao final dos trabalhos, propôs, aos parlamentares, a sua atualização por meio de uma subemenda aglutinativa, transformada em emenda de plenário. A proposta foi acatada e, finalmente, o projeto foi aprovado. Parabéns a todos os farmacêuticos e ao povo brasileiro.

 

Quarta, 16 Julho 2014 11:49

Conselho Itinerante do CRF-MA em Codó-MA

Escrito por

O CRF Maranhão realiza hoje e amanhã (25 e 26 de junho), na cidade de Codó, o primeiro Conselho Itinerante de 2014. Profissionais e empresários do setor que atuam na cidade, e nos municípios de Alto Alegre, Coroatá, Lima Campos e Timbira estão convocados a participar do projeto, que proporcionará além de, a oportunidade de efetuar serviços administrativos, também, palestras de atualização farmacêutica.

 

A abertura do evento contará a presença da Diretoria do CRF-MA, às 19h, no Auditório da Associação Comercial de Codó, situado à Travessa Rotary Club, nº 627, Bairro São Benedito.

 

Veja a programação:» Dia 25/06/2014

 

» 19h00 – 19h30: Abertura

» 19h30 – 20h30: Conferência: Perspectivas da Profissão Farmacêutica, ministrada por Dra. Maria José Luna dos Santos da Silva – Presidente do CRF-MA

» Dia 26/06/2014

» 09h00 – 12h00: Conferência: Atualização em Hematologia Clínica, ministrada por Dr. Raimundo Antônio Gomes de Oliveira – Doutor em Hematologia Clínica pela USP.

» 12h00 – 14h00 – Intervalo

» 14h00 – 15h30: Conferência: Sistema Nacional de Gerenciamento de Produtos Controlados – SNGPC ministrada por Dr. Wellington Jorge Farias de Oliveira, membro da Comissão de Apoio à Responsabilidade Técnica do CRF-MA.

» 15h30 – 17h00: Conferência: Atualização em Bioquímica Clínica ministrada por Dr. Ahirlan Silva de Castro, membro da Comissão de Ensino do CRF-MA.

» 17h00 – 18h00: Encerramento

 

Vejam as fotos:

O Conselho Regional de Farmácia do Estado do Maranhão (CRF-MA) realizou na manhã desta terça-feira (24), a Plenária Extraordinária 01/2014, no Auditório “Profª Terezinha de Jesus Almeida Silva Rêgo”, em São Luís ​.​ Na sessão, o Plenário formado pelos Conselheiros Regionais e membros da Comissão da Tomada de Contas deliberaram pela aprovação da prestação de contas do primeiro trimestre de 2014.

 

A presidente do CRF-MA, Dra Maria José Luna definiu como de total transparência a apresentação dos recursos financeiros utilizados no período, no que tange os gastos relacionados às atividades do órgão para seu efetivo funcionamento.

 

Durante a reunião ficou deliberado também, que​ os novos farmacêuticos receberão suas carteiras profissionais durante as Plenárias realizadas sempre o final de cada mês, no sentido de aproximar ainda mais a classe da realidade do Conselho.

Quarta, 16 Julho 2014 11:40

Codó sediará primeiro Conselho Itinerante de 2014

Escrito por

O Conselho Regional de Farmácia do Estado do Maranhão realizará nos dias 25 e 26 de junho, na cidade de Codó, a primeira edição do “Conselho Itinerante 2014”. O evento tem o objetivo de levar toda a estrutura do CRFMA a cidades do interior, atendendo a demanda local com a oferta de serviços administrativos, além de palestras e orientação profissional a farmacêuticos, proprietários de estabelecimentos farmacêuticos e gestores municipais de saúde.


Podem participar, também, do Conselho Itinerante, profissionais do segmento farmacêutico dos municípios de Alto Alegre, Coroatá, Lima Campos e Timbira. As Palestras e serviços acontecerão no Auditório da Associação Comercial de Codó, situado à Travessa Rotary Club, nº 627, Bairro São Benedito.

 

Confira a programação:

 

Dia 25/06/2014

 

19h00 – 19h30: Abertura

19h30 – 20h30: Conferência: Perspectivas da Profissão Farmacêutica, ministrada por Dra. Maria

José Luna dos Santos da Silva – Presidente do CRF-MA

 

Dia 26/06/2014

 

09h00 – 12h00: Conferência: Atualização em Hematologia Clínica, ministrada por Dr. Raimundo

Antônio Gomes de Oliveira – Doutor em Hematologia Clínica pela USP.

12h00 – 14h00 – Intervalo

14h00 – 15h30: Conferência: Sistema Nacional de Gerenciamento de Produtos Controlados -

SNGPC ministrada por Dr. Wellington Jorge Farias de Oliveira, membro da Comissão de Apoio à

Responsabilidade Técnica do CRF-MA.

15h30 – 17h00: Conferência: Atualização em Bioquímica Clínica ministrada por Dr. Ahirlan Silva

de Castro, membro da Comissão de Ensino do CRF-MA.

17h00 – 18h00: Encerramento

Um acordo endossado por todos os segmentos que representam a Farmácia – profissionais, comércio varejista e indústria – e por praticamente todas as lideranças partidárias da Câmara dos Deputados não foi suficiente para garantir nesta terça-feira, dia 10 de junho, a votação do Projeto de Lei nº 4385/94.

No início da noite, a pauta foi trancada por representantes da oposição, contrários à votação do Decreto Lei da presidenta Dilma Rousseff, que regulamenta o Direito de Resposta. A manobra suspendeu a votação dos projetos, incluindo o PL nº 4385/94, que transforma farmácias e drogarias em estabelecimentos de saúde. O Projeto também obriga a presença permanente dos farmacêuticos nestes estabelecimentos e na indústria, como responsáveis técnicos.

Na tentativa de garantir a votação, representantes das entidades que compõem Fórum Nacional de Luta pela Valorização da Profissão Farmacêutica – CFF, Fenafar, Feifar, Abef e Enefar –, Conselhos Regionais e Conselheiros Federais, além de representantes da indústria e do comércio farmacêuticos, permaneceram o dia todo em articulação pelos gabinetes dos deputados.

O acordo pela aprovação do PL foi impresso e assinado por todas as entidades envolvidas, tendo sido endossado também pelos deputados Ivan Valente (Psol-SP), relator da matéria, Alice Portugal (PCdoB-BA) e Leonardo Quintão (PMDB-MG) e pela senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), além de várias lideranças. Depois, foi protocolado para deixar claro à Presidência da Casa e aos demais parlamentares que há consenso sobre a matéria. Pela manhã, o Fórum conseguiu, ainda, o apoio da Casa Civil.

“Apesar da obstrução e cancelamento da sessão na Câmara dos Deputados, que aprovaria o substitutivo, não podemos desanimar, e peço que a classe farmacêutica continue unida no propósito”, ressaltou a presidnete do CRFMA Drª Maria José Luna.

O Instituto Florence de Ensino Superior conferiu grau na noite desta quarta-feira (11), a mais uma turma do curso de Farmácia e Enfermagem. A solenidade realizada no Hotel Gran São Luís, contou com a presença da presidente do Conselho Regional de Farmácia, Dra Maria José Luna, que compôs mesa diretiva juntamente com o presidente do Sindicato dos Farmacêuticos, Dr. Carlos Toledo e às autoridades do Florence: a Profª Dra.Ildoana Paz Oliveira, Diretora Acadêmica, Drª, Ana Larissa Araujo Nogueira, Coordenadora de Enfermagem, o Dr.Luiz Fernando Ramos Ferreira, Coordenador de Farmácia, e Profº Bento Ives Barbosa Gomes, Consultor do Florence.

 

Em discurso aos 27 novos farmacêuticos maranhenses, a presidente do CRF-MA fez uma referência ao momento de luta pela valorização da profissão farmacêutica. “Estamos há mais de dez anos nessa luta, mas, a consequência positiva desse longo período, é saber que o número de profissionais vem aumentando a cada ano e a nossa classe sendo fortalecida por farmacêuticos atuantes, responsáveis e comprometidos eticamente com a profissão e com o bem estar da sociedade”, afirmou a Dra Luna.

 

Ainda de acordo com a presidente a grande quantidade de novos farmacêuticos no mercado, é uma realidade que influencia diretamente na assistência farmacêutica de farmácia e drogarias, no campo da citologia, análises clínicas, e nas demais áreas de atuação regulamentas da profissão.

 

Os Conselheiros Regionais e membros da Diretoria do CRF, Dr. Luiz Mário e Dr. Edson Belfort, também prestigiaram os formandos.

Aproximadamente 70% da população brasileira ingere medicamento sem prescrição médica ou orientação farmacêutica. Uma estatística alarmante que influencia diretamente na saúde pública, aumentando os casos de internações por intoxicações, e registros de óbitos.

Os dados foram apontados durante uma ação do Conselho Regional de Farmácia do Estado do Maranhão, na segunda-feira (5), durante programação pelo “Dia Nacional do Uso Racional de Medicamentos”, na Praça Deodoro, em São Luís.

A ação mobilizou farmacêuticos e acadêmicos de farmácia de várias instituições de ensino superior da capital, na prestação de serviços de aferição da pressão arterial, verificação da glicemia e abordagens em via pública sobre a importância do uso de medicamentos sob a prescrição e orientação do profissional habilitado.

Para Eliete da Conceição Rocha, 26, e com seis meses de gestação, a ação com foi muito esclarecedora apesar de ela não ter aceitado o medicamento entregue pelo estudante. “Não aceitei o medicamento. Não sei para qual sintoma ele é indicado. Pode ser perigoso, principalmente para mulheres grávidas”, relatou.

De acordo com a presidente do CRF-MA, Drª Maria José Luna, a ação disse que a ação atingiu o seu objetivo, que foi conscientizar a população do uso racional do medicamento. “Tenho a certeza que as atitudes das pessoas que passaram pelos nossos stands e receberam as orientações serão mais preventivas quanto à sua saúde” afirmou.

Drª Luna destacou ainda, que o acesso aos profissionais prescritores, no setor público em especial, permite que esse usuário administre a medicação de forma responsável, aliado também, à presença dos profissionais farmacêuticos nas farmácias e drogarias.

Terça, 03 Junho 2014 12:17

Fórum reuniu centenas de farmacêuticos em São Luís

Escrito por

Marcado por uma ampla discussão sobre a profissão farmacêutica foi realizado nos dias 09 e 10 de maio, o “Fórum Maranhense de Luta pela Valorização da Profissão Farmacêutica”. O evento foi assistido por cerca de 500 pessoas entre profissionais, acadêmicos e demais profissionais da saúde, no Auditório Desembargador Sarney Costa, em São Luís.

A abertura oficial do Fórum contou com a presença de representantes de entidades da farmácia brasileira, como a presidente do Conselho Regional de Farmácia do Estado do Maranhão, Dra Maria José Luna e toda a Diretoria; do conselheiro federal de Farmácia pelo Maranhão, Dr. Luís Fernando Bacelar;do presidente do Sindicato dos Farmacêuticos do Maranhão, Dr. Carlos Toledo, do presidente do Conselho Federal de Farmácia,Dr. Walter Jorge da Silva João; do presidente do Conselho Regional de Farmácia do Piauí, Dr.Ítalo Rodrigues, além de autoridades maranhenses, como a secretária municipal de Saúde, Dra. Helena Duailibe, no ato representando do prefeito Edivaldo Holanda Júnior, o gerente do PROCON, Kléber Moreira Trinta, e o vereador Ricardo Diniz.

Para a Dra Maria José Luna, o Fórum superou as expectativas. “Provocamos nesses dois dias uma ampla discussão sobre os interesses da profissão farmacêutica. Formamos uma aliança com as entidades, onde todas caminharão em uma única direção, que é a valorização do profissional como prestador de serviços de saúde atingível à todas as camadas sociais”, disse. O presidente do CFF, Dr. Walter Jorge falou da dedicação do Conselho maranhense em mobilizar toda a categoria para a realização do fórum e destacou o trabalho desenvolvido pela presidente à frente da entidade. “É salutar o brilhante trabalho desenvolvido pela Dra Maria José Luna à frente do regional e da saúde pública deste estado. Fico muitíssimo honrado em estar participando do fórum com entidades unidas lutando pelo mesmo objetivo: a valorização dos profissionais farmacêuticos, tão essenciais no dia a dia da sociedade”, observou.

Debates – O Fórum proporcionou ainda a interação do público com os palestrantes durante a exposição de temas sobre a atuação do profissional farmacêutico, atribuições clínicas e prescrição farmacêutica, semiologia, e a apresentação de experiências exitosas nas áreas de análises clínicas, distribuição de medicamentos, farmácia comunitária, e agenda sindical para a valorização da profissão. O evento contou com uma participação massiva de acadêmicos de farmácia de várias instituições de ensino do Maranhão. “Este momento para os acadêmicos foi de extrema importância, pois apesar de estamos ainda em processo de graduação, estamos nos engajando em uma luta para que a profissão que escolhemos seja de fato valorizada, que a população tenha acesso aos nossos serviços. Estou muito feliz em ter participado dessa discussão por uma causa tão justa”, frisou Sérgio Henrique Campos, acadêmico do 7º período de Farmácia, do Instituto Florence de Ensino Superior.

O Fórum de Luta Pela Valorização da Profissão Farmacêutica acontece em todos os estados brasileiros e tem como objetivo mobilizar os agentes do setor (conselhos, federações, associações, sindicatos e profissionais) junto aos representantes políticos de cada estado na Câmara dos Deputados, para que seja aprovado o Projeto de Lei 4385/1994, nos termos da proposta de subemenda aglutinativa global elaborada pelos Coordenadores do Fórum Nacional de Luta Pela Valorização da Profissão Farmacêutica.

A Diretoria do Conselho Regional de Farmácia do Estado do Maranhão (CRF-MA) esteve em Brasília nos dias 13 d 14 de maio, para acompanhar na Câmara dos Deputados, a votação do substitutivo do Deputado Ivan Valente, ao PL nº 4385/1994, da ex-senadora Marluce Pinto que, mais uma vez, não entrou na pauta da sessão.

O substitutivo define a farmácia como estabelecimento de saúde e torna obrigatória a presença permanente do farmacêutico nas farmácias e drogarias, como responsável técnico, durante todo o horário de funcionamento.

A mobilização de farmacêuticos em todo o país que integram o Fórum Nacional de Luta pela Valorização da Profissão Farmacêutica, acontece no sentido de defender a essência do substitutivo, mas propondo ainda, que ele seja atualizado por meio de uma subemenda aglutinativa.

Para a presidente do CRF-MA, Drª Maria José Luna, “o momento representa a força da farmácia brasileira nesta luta incessante pelo bem comum da profissão e da saúde pública”.

Fórum – Recentemente o Conselho Regional de Farmácia do Estado do Maranhão em parceria com o Conselho Federal de Farmácia (CFF), Sindicato dos Farmacêuticos (SINFARMA), associações e federações realizou o Fórum Maranhense de Luta pela Valorização da Profissão Farmacêutica. O evento abordou, através de palestras e debates, a importância do farmacêutico na prestação de serviços à sociedade, e as farmácias como estabelecimentos de saúde.

Pagina 33 de 33

Eventos e Cursos

       1-simposio-de-farmacia-hospitalar

Sede CRFMA

Rua Faveiros, Quadra. B, número 7 - São Francisco São Luís - MA CEP:65076-140.

Fone:
(+55 98) 2107-3850/2107-3851
Fax:(+55 98) 2107-3852

Atendimento ao público:
Segunda à sexta das 9h às 17h.

Seccional Imperatriz

Rua Alagoas, nº 516, Centro de Imperatriz.

Fone/Fax:
(+55 99) 3221-8981 e 3221-8989

Atendimento ao público: 
Segunda à sexta 8h às 12h e das 14h às 18h.

Seccional Balsas

Av. Catulo, n. 170 Equatorial Shopping Center, 2º Piso - Sala 17, Balsas-MA CEP: 65800-000.

Fone:
(+55 99) 3541 3891

Atendimento ao público: 
Segunda à sexta das 14h às 18h.

Twitter Twitter

 

Facebook Facebook

 

RSS RSS

 

YouTube YouTube